sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

A Justiça Divina

      Certo dia andando por uma praia perto de sua casa Danilo se coloca a observar as pessoas que ali caminhavam. Eram pessoas das mais diferentes classes, raças e tipos. Danilo as observa com cuidado, reparando seus apegos, à ignorância a verdadeira realidade, ao motivo da vida e à instrução. Ele pensa consigo mesmo: "não é à toa que elas estão sempre voltando, devem levar mesmo muito tempo para, verem, acreditarem, aprenderem e praticarem."

      A afirmação faz Danilo tentar imaginar todo o processo de retorno. Como as pessoas que acreditam piamente e unicamente neste mundo, o citam como único, se atêm a desejos e apegos, outras mal possuem vontade de aprender ou mesmo não têm chance de tal.

       Ele se lembra de ALDBN lhe explicando que a maioria do processo era automático, onde em grande número de casos as pessoas entravam num ciclo e tinham de sair por si próprias dele. E Danilo se pergunta: como funciona processo automático? Seria com a vibração de cada um? E aqueles que nada fizeram de bom ou mesmo só fizeram coisas para si mesmas, mas não tão graves?

      À noite, como já de costume, Danilo tenta se concentrar em seu quarto mantendo suas perguntas em mente. Ele efetua os exercícios de relaxamento e concentração rapidamente desperta em projeção deitado dentro da caverna de seu mestre.

      Danilo se aproxima dele e o saúda, o Mestre retorna o cumprimento abaixando e levantando sua cabeça como uma humilde reverência. E ALDBN, como já de costume, podendo ler as questões de Danilo inicia sua explicação.

      "Suas questões são obvias caro irmão. As pessoas deste plano de fato vivem uma grande ilusão. Elas projetam toda sua vida como se fossem permanecer no atual estado para sempre. Mas, contraditoriamente, ao que deveria ser uma passagem rápida, devido às atitudes delas, transforma-se numa permanência duradoura e complexa."

      "Você me pergunta sobre este ciclo, aparentemente vicioso e eterno, no qual elas (as pessoas) permanecem. Eu vos digo que todo o processo e seus resultados são bastante comuns e possuem enorme similaridade entre si em grande número de fluxos de vida em seu plano."

      E Danilo, meio que interrompendo; pergunta: "Mas mestre, uma pessoa que não fez mal (diretamente) a ninguém viveu aqui de forma gananciosa e com certos vícios adquiridos como ela será julgada? Temos tantos aqui assim... Haverá alguém para entregar tudo que aquela pessoa, pensou e fez durante a vida aqui? Como ela será julgada?"

      E ALDBN responde: "Não meu irmãozinho ela será julgada por ela mesma." Danilo faz uma expressão de surpresa e confusão quando o Mestre, sorrindo, continua: "Vocês são todos fontes divinas, dentro de vós existe a noção de certo e errado todo o tempo, durante toda nossa caminhada. Quando ocorre o desprendimento (passagem, morte ou desencarnação) existe um período para libertação. Este período pode ser longo ou curto, dependendo de cada um, suas crenças, instruções, desapegos e forças. Durante este processo, planos se cruzam e, dependendo da situação de cada um, pode ser doloroso até, mas é um processo comum à todos."

      "Ao término do processo (desmagnetização), e antes de voltar ao ponto normal (um ponto comum onde todos desencarnados e desapegados se cruzam, onde a "pessoa" é o que ela de fato é), um último processo de existe. É neste processo que ela receberá sua graduação pela última estadia (encarnação), ou sua "pena" – por assim dizer. É como um filtro a ser passado para recolher tudo, absolutamente tudo, que a pessoa efetuou durante seu tempo de experiência (aqui no exemplo, de vida na Terra). Após a passagem deste filtro é quando o fluxo de vida (a pessoa desencarnada) pode ver no que ela se transformou, como está e para onde vai."

      Danilo, com meio entendimento, pergunta: "Mas quem ou o que fará este filtro, ou leitura, da pessoa? Onde é armazenado tudo dela, após tantas mudanças?" O Mestre responde: "Agora sim você já entendeu a função e o objetivo e posso lhe explicar."

      "Todos nós possuímos uma partícula permanente. É nela que se registra toda a informação de nossas vidas, experiências, sensações, desejos, vontades, tudo. Este registro se aflora quando passado neste filtro e conduz a uma equação lógica de vibração e assim, consequentemente, local e plano. Para alguns, em certo tempo, é oferecido um encaminhamento para uma atividade específica ou mesmo o retorno (nova encarnação). Para outros a perdição em um destes processos é algo assustadoramente possível e ilusoriamente permanente."

      Danilo fica como que boquiaberto e impressionado. Após certo tempo, pergunta: "Esta é então a justiça divina?" E ALDBN responde-lhe: "Se assim você entende eu lhe respondo que sim. Cada fluxo, apesar de livre, é responsável por todos seus atos e pensamentos. Tenha a informação que no atual estado de seu plano o ato importa mais que o pensamento embora este último sempre possua seu valor. De qualquer forma, seus atos e pensamentos efetuam grande influência em seu estado final. Para os demais seres, que sofreram por maus atos cometidos por seus irmãos, antes que você pergunte, se nada cármico os ligarem, obviamente são poupados."

      Danilo pergunta: "Acho que entendi bem." E sorrindo ele continua: "E antes que você peça para que eu reflita mais sobre assunto para completar meu entendimento" – mestre sorri – "Gostaria de saber então quanto ao carma. Como este será gerenciado?"

      E o mestre ainda sorrindo explica: "Entenda esta palavra (carma) como ligação. É algo que não é bom ocorrer. Todos em experiência (para nós, vivos) estão sujeitos a isto. Mas nem todos aqui podem ter voltado com este propósito. O carma (ligação) possui uma essência astral que pode ser vista, analisada e mensurada em determinados sub-planos. É algo que foi adquirido e precisa ser contido ou mesmo quebrado."

      Danilo pergunta: "E como quebrar? O que estas pessoas devem fazer?" O Mestre, como se já fosse de esperar, responde: "Amor." Danilo continua: Amar? Amar aqueles que nos odeiam? Amarmos todos e a todos cada um?" E o mestre, novamente sorrindo, explica: "Não condicionalize o amor, não o distorça. O real significado deste não possui dependências ou pré-requisitos, ele é simples, puro e humilde. "Vou lhe dar alguns exemplos bem práticos."

      "Um fluxo inescrupulosamente ganancioso pode voltar pobre, um fluxo que tirou a vida de outro pode voltar como parente de sua vítima, um fluxo que causou mal pode voltar para cuidar ou conviver com este. E daí segue diversas estórias e exemplos. Para determinados casos o processo pode ou não ser natural. Casos muito especiais passam até mesmo por um sábio e amoroso crivo de julgamento para o melhor retorno e aprendizado."

      Danilo se espanta com a última informação e prefere não perguntar no momento deixando para uma próxima oportunidade. E faz mais algumas perguntas: "Ok, mas as pessoas passarão toda a sua vida para se desligar de sua ligação adquirida em uma ou mais vidas anteriores? E se elas alcançarem seu objetivo no meio de sua vida?"

      ALDBN lhe responde: "Caro irmão nada é ao acaso ou somente deixado. Para seres com ligação que se vestem novamente (re-encarnam) um auxiliador ou condutor é encaminhado com a sabedoria do caso e sua missão. Este ser normalmente possui uma visão do que deve ser feito ou trabalhado em seu protegido ou orientado para que sua missão se cumpra. Ele pode ajudar a compreensão, despertar o amor incondicional na ligação para que esta queime."

      "Muitas vezes vocês poderão observar que estes seres colocam seus protegidos como que à prova, tentando lhes colocar na linha de consumo da ligação a ser queimada. Muitos dos que são direcionados assim sofrem e reclamam, mas devem entender que é muito melhor que tudo ocorra numa única vida a que retornar e queimar aos poucos em outras.

      "Quanto a sua seguinte pergunta, daqueles que no meio da vida já conseguem quebrar a ligação. Eu lhe informo que pode ocorrer de diferentes maneiras as situações após tal façanha: seu protetor ou condutor intervém por seu protegido ou conduzido. Caso seja de fato absolvido o corte final para a ligação é executado e neste momento pode ou não ser trocado seu condutor ou protetor. E a vida do fluxo vestido (pessoa viva aqui na Terra) pode tomar outra missão ou não. Alguns, após tal quebra ficam pairando em seu plano (sem missão adicional), é como se já tivessem sido aprovados e com sabedoria podem até mesmo aproveitar a vida aqui. Alguns destes vocês os chamariam de sortudos, outros de iluminados, os quais vocês os reconheceriam por sua bondade e vontade de ajudar os demais. Existem até mesmo casos de pessoas que vieram até seu plano com uma pequena ligação e, por conhecer o amor, entender a vida e praticar o amor, esta ligação é consumida, e não queimada. Mas em seu determinado tempo falaremos sobre estes casos."

      "A aquisição de ligações enquanto estão vestidos (encarnados) é algo comum e merece uma grande preocupação. Obviamente, cada um tem um tipo de tendência ou não a efetuar tais ligações seguindo muitas possíveis causas que levam em conta tendências as quais o fluxo estará sendo exposto. Se estas tendências não forem ligações remanescentes é possível que, de alguma forma, seja por seu protetor ou no desligamento do plano, elas sejam desfeitas."

      "O que vocês entendem como justiça é o resultado do julgamento de suas atitudes, desejos e pensamentos somados nesta ordem. O conhecimento da responsabilidade é opcional a todos até certo ponto porém, infelizmente, para aqueles que não praticam, não realizam e não vibram o sincero amor são obrigados a entendê-lo a partir de outra, e outra, e outra perspectiva."

      "Agora retorne meu filho absorva suas informações e voltaremos a nos falar em breve." E Danilo parece cair em sono e somente acordar na manhã seguinte, cada vez mais impressionado como tudo é tão delicado e ao mesmo tempo complexo.

Um comentário:

Carlos disse...

Realmente é preciso estar num estado de elevação muito grande para compreender e aceitar tudo isso. Abraço.